Pato News

Pato News

Início Economia e Finanças PM arrecada R$ 3,1 milhões no 1º leilão de veículos inservíveis de...

PM arrecada R$ 3,1 milhões no 1º leilão de veículos inservíveis de 2021

O primeiro leilão de veículos da Polícia Militar deste ano gerou R$ 3,1 milhões a partir do arremate de 193 dos 197 lotes disponibilizados no Oeste do Estado e na cidade de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

A medida vai beneficiar a PM com a limpeza de pátios de unidades operacionais, reduzir custos de manutenção e documentação, além de gerar verba que será revertida em investimentos à Corporação. O resultado do leilão, que foi concluído na semana passada, foi divulgado nesta quarta-feira (5).

O balanço do Centro de Motomecanização da Polícia Militar é de que o leilão foi um sucesso. “Tivemos uma grande adesão da população e os policiais militares também foram importantes nesse processo que vai beneficiar toda a Corporação”, explicou o capitão Ismael Veiga. “Em breve teremos a abertura de outros lotes, os quais podem ser adquiridos por qualquer cidadão, pois são veículos que não servem mais para a atividade policial, mas ainda podem ser usados para atividades comuns”.

O leilão teve 386 pessoas habilitadas para participar do certame e mais de 6,5 mil lances foram feitos em dois dias.

Todos os trâmites, desde o cadastro para participar do certame até o arremate, ocorreram virtualmente no SITE. Foram ofertados 197 veículos, sendo 132 automóveis e 65 motocicletas em condições de circulação, os quais estavam parados nos pátios do 14º Batalhão (Foz do Iguaçu), do 6º Batalhão (Cascavel), do 3º Batalhão (Pato Branco), do 21º Batalhão (Francisco Beltrão), do 19º Batalhão (Toledo) e do 17º Batalhão (São José dos Pinhais).

Com um resultado tão positivo, a equipe do Centro de Motomecanização da PM já está com outros leilões programados para este ano. “No mês de maio acontecerá o leilão das viaturas pertencentes às unidades do 3º CRPM, do Noroeste do Estado, e do Batalhão de Polícia de Fronteira. O planejamento é de que toda a PM seja abrangida pelos leilões e descarte das viaturas inservíveis ainda em 2021”, salientou o capitão Veiga.

Os arrematantes têm de 15 ou 16 dias úteis, após a compra, para retirar o veículo do pátio, com todos os ônus legais de remoção e pagamento de taxas administrativas para legalizar a circulação do veículo.

ECONOMIA – Segundo o capitão, a venda de veículos é essencial para renovar a frota que atende a população nas ruas. Veículos com mais tempo de uso geram manutenção mais frequente e o desempenho pode não ser satisfatório para uso policial devido à intensidade da atividade de patrulhamento constante.

“Nos casos de veículos que ficam parados nos pátios, a ocupação de espaço gera problemas de logística, custeio de documentação e pode se tornar um problema maior quando abrigam focos de proliferação de insetos, como o mosquito da dengue. Com o leilão eliminamos esses problemas e otimizamos a frota para receber novas viaturas”, ressaltou.

fonte/Imagem: AEN

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais

Brasil faz 8.850 testes de varíola dos macacos

Até o momento, foram realizados cerca de 8.850 exames nos laboratórios de referência, em todo o Brasil, para comprovação de casos de varíola dos...

Beneficiários com NIS de final 7 recebem Auxílio Brasil

A Caixa Econômica Federal paga hoje (17) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 7. Essa é a primeira...

Athletico-PR e Flamengo decidem quem vai à semi da Copa do Brasil

A noite desta quarta-feira (17) será decisiva para Athletico-PR e Flamengo que duelam em Curitiba por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil....

Varíola dos macacos: calendário de vacinação deve sair nesta semana

O Ministério da Saúde (MS) deverá saber nesta semana quando terá as primeiras vacinas disponíveis contra a varíola dos macacos. Segundo a representante da Organização...